Quarta-feira, 29 de maio de 2024

Quarta-feira, 29 de maio de 2024

Como o Guns N’ Roses torrou 50 milhões de reais gravando o clipe mais caro da história

Quem nasceu a partir do final do século passado não pegou, mas teve um tempo, antes da internet, em que a MTV dominava o mundo da música. Em seu auge, as bandas se preocupavam mais com clipes do que álbuns. O público marcava hora para estar diante da televisão para assistir o clipe de sua banda favorita.

Além disso, a emissora também nos fornecia o que acreditávamos ser o que havia de melhor no que tinha que mais atual — uma curadoria, assim como fizeram as rádios e hoje fazem as big techs.

No começo dos anos 90, disputavam pelas premiações de melhor clipe Madonna, Michael Jackson e Beastie Boys com bandas como R.E.M., U2 e Guns N’ Roses. Com produções cada vez mais ambiciosas, foi deixando de ser uma espécie de sub mídia e se tornando hollywoodiana. Não é à toa que cineastas como Spike Jonze e David Fincher surgiram justamente por volta dessa época dirigindo clipes.

Em 1993, o Guns N’ Roses ia com tudo como se não houvesse amanhã (em todas as áreas possíveis). No clipe de “Estranged”, lançado em dezembro, Axl decidiu torrar dinheiro em algo ainda mais grandioso que “November Rain”. Com uma ostentação levada ao limite, as filmagens exigiram imagens de alta qualidade de um show, um iate, uma piscina com golfinhos e outros delírios de grandeza mais.

No Ar: